Feirão do Imposto

O Feirão do Imposto é um projeto legitimamente dos jovens empreendedores e empresários do Brasil, lidados a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE). O Feirão do Imposto veio para informar, de forma transparente, a população acerca da alta carga de impostos pagos sobre todos os serviços e bens de consumo.

O projeto foi criado em 2003, na cidade de Joinville, Santa Catarina pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), que naquele momento mobilizou a sociedade civil joinvilense para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em impostos.

Já que a grande maioria dos brasileiros não tem consciência que paga impostos sobre todos os produtos e serviços que consome em seu dia a dia, por iniciativa do Conselho Estadual do Jovem Empreendedor de Santa Catarina (CEJESC), o Feirão do Imposto se tornou uma ação nacional realizada anualmente através da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE).

O Feirão do Imposto tem também a proposta de chamar a atenção da população para o que se recebe em troca nos serviços públicos como contrapartida do pagamento de tantos impostos.

Em Blumenau, a Acib Jovem promove diferentes ações ao longo dos anos para chamar a atenção da população sobre a alta carga tributária brasileira, tais como a venda de produtos sem impostos. Na verdade, os empresários parceiros da Acib Jovem fazem o pagamento do imposto. No entanto, o consumidor final, apenas percebe o produto sem os impostos. A intenção é que a população perceba o impacto dos impostos no seu dia-a-dia e, torne-se mais consciente no momento de pagá-los e de cobrar seu retorno na forma de infraestrutura à sociedade.

Para saber mais, acesse: www.feiraodoimposto.com.br.

Como complementação à conscientização promovida pelo Feirão do Imposto, neste dia costuma-se pedir o apoio da população ao Abaixo-Assinado do Movimento Brasil Eficiente que tem como bandeira a redução gradativa da carga tributária e maior transparência na aplicação destes recursos. Saiba mais: www.brasileficiente.org.br.